“Incorpóreos”, de Vicente Mello

Outra obra de Vicente de Mello composta especialmente para o projeto, a partir de duas fotos dos rostos dos atores.

Durante o dia, quando o espaço estiver aberto a visitação, essas duas fotos formam dois grandes paineis. Mas antes do espetáculo começar eles são desmontados e percebe-se que na verdade eles são formados pelas cadeiras onde os espectadores se sentam pra assistir Deus é um DJ.

As cadeiras foram desenhadas especialmente pra isso pelo Vicente junto com a Ana Kalil, nossa cenógrafa e a arquiteta que bolou o Cubo.

E atrás de algumas cadeiras tem também um stencil com a silhueta dos dois personagens, criada pelo Vicente junto com o Carlos Contente. Muita gente fera junto!

Anúncios