Festival de Curitiba

Semana que vem vamos nos apresentar no Festival de Curitiba. Estamos bastante entusiasmados, principamente pelo desafio que representa essa primeira saída da casinha onde a gente estreou ano passado, no Oi Futuro Flamengo no Rio de Janeiro: de 40 pessoas por sessão vamos para 700 pessoas, que é a capacidade do Teatro da Reitoria, onde vamos nos apresentar em Curitiba!

Talvez todo o público que tivemos em dois meses de temporada, quatro vezes por semana, seja o mesmo dessas duas sessões em Curitiba.

Mudar de espaço é sempre um desafio que, se usado a favor, pode melhorar o espetáculo. No caso de Curitiba fico imaginando que as projeções de imagens, maiores, ficarão muito interessantes. E que uma quantidade maior de pessoas assistindo vai ser emocionante para nós também, atores.

Outra expectativa que se cria ao levar o espetáculo para uma cidade nova é de como o público vai reagir. Cada plateia dialoga com o espetáculo a partir de seus próprios valores e referências. E nos obriga, os atores, a estarmos abertos para reações completamente diferentes.

E, para matar as saudades, aí vai o link do clipe do espetáculo:

 Clipe de Deus é um DJ.

Marcos Damigo

Anúncios